22 junho, 2024 às 14:30 na Embaixada da Russia (Rua Visconde de Santarém 71, Lisboa) haverá 🙋 64ª Manifestação semanal

30 setembro, 2023 ⏱ 14:30
, 📍 Rua Visconde de Santarém 69, Lisboa

Hoje é sábado, 30 de setembro, 14:30, estamos como de costume perto da embaixada da Rússia em Lisboa.

Hoje, nossos ativistas retornaram do fórum Russie-Libertés 2023, organizado pela associação francesa.

A pergunta principal que fizemos aos participantes do fórum foi: por que participar de manifestações?

Aqui está o que nos responderam:

Lena, da Demokrati-Ja, Alemanha: "Para mostrar que existimos, que queremos ser ouvidos, que temos uma identidade política, que há pessoas na Rússia que não apoiam Putin, não apoiam a guerra e querem viver em paz."

Ksenia, da La Asociación de Rusos Libres, Espanha: "Devemos mostrar que a sociedade civil existe, devemos expressar a posição dos russos anti-guerra. Se não participarmos de manifestações, significa que não existimos."

Zalina, da Russie-Libertés, França: "Não estamos nos dirigindo a Putin - é inútil. Estamos nos dirigindo ao governo do país onde estamos e tentando influenciar as relações desse país com a Rússia, a fim de derrubar esse regime e ajudar a Ucrânia. Além disso, é interessante - estamos nos comunicando com pessoas que têm as mesmas convicções."

Timofei Martynenko, coordenador do movimento juvenil "Primavera": "A habilidade de protestar é importante para o futuro da Rússia. Graffiti e outras coisas que parecem infantis não derrubarão o regime, mas ajudam a exercer pressão e convencer alguém."

Sergei Guriev, professor da Sciences Po: "O fornecimento de armas à Ucrânia salva vidas. O que vimos em Bucha também teria ocorrido em Zaporizhia e Kiev. O que os países ocidentais fizeram, infelizmente, não suficiente por agora."

Marie Mendras, pesquisadora e professora da Sciences Po: "Isso é muito importante. Precisamos ouvir suas vozes, porque nossas vozes aqui só são realmente ouvidas quando sua voz se junta à nossa. Ainda temos que lutar para que essas coisas simples sejam discutidas na mídia."

Mariana Katzarova, Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas: "Estamos em um tempo em que a verdade é o bem mais precioso. Ela é bombardeada pela propaganda na Rússia, e devemos lutar contra isso. Pense no futuro, sonhe com uma Rússia democrática. Qualquer observador lógico dirá que a democracia na Rússia ainda está longe. Antes de amanhecer, haverá mais escuridão. Mas vocês são aqueles que trazem a luz, vejo isso em seus rostos. E um dia vocês a verão."

Acreditamos que é importante organizar manifestações nas ruas, porque assim nosso protesto se torna visível. E estamos oferecendo a você essa oportunidade! Estamos trabalhando para fortalecer o movimento contra a guerra criminosa que o regime terrorista do Kremlin desencadeou na Ucrânia. Nossas vozes se unem às vozes de ativistas em todo o mundo. Junte-se a nós!

Mas nossa atividade não se limita a isso: apoiamos as iniciativas da sociedade civil de diferentes países e desenvolvemos as nossas próprias. Encontre-as em nosso site adrl.pt

9 de outubro é o aniversário de John Lennon e Boris Nemtsov. Neste dia, estamos realizando uma ação em apoio à nossa petição "Não Fique em Silêncio", que já conta com mais de 500 assinaturas.

A ideia por trás dela é que, através do discussões políticos, ajudamos as pessoas a se unirem em torno de interesses comuns e a fazerem algo juntas. É assim que a sociedade civil cresce. Quanto mais dessas uniões houver, mais forte e influente a sociedade civil se tornará. E mais ela poderá mudar.

Em 9 de outubro, no dia do aniversário de John Lennon e Boris Nemtsov, que foi politicamente ativo e não ficou calado sobre política, pedimos emigrantes da Rússia que você faça uma ação simples que seja o primeiro passo para uma participação mais ativa na sociedade civil.

A lista completa de ideias do que você pode fazer está abaixo. Escolha a que mais lhe convier ou crie a sua própria.

1. Encontre uma petição que lhe interesse no change.org, assine-a e compartilhe nas redes sociais.

2. Compre produtos anti-guerra: encontre roupas com estampas anti-guerra ao seu gosto, compre e use-as.

3. Escreva em suas redes sociais qual cartaz você usaria em um protesto se houvesse um neste fim de semana.

4. Assine a petição
chng.it/VqZXXqFzxX e compartilhe o link com a hashtag #НеМолчи.

5. Compre um broche com uma bandeira branca, azul e branca, escreva "Não Fique em Silêncio" nele com uma caneta permanente e coloque-o em sua mochila ou bolsa.

6. Pergunte em seu blog quem está organizando protestos em sua cidade e ofereça ajuda.

7. Sugira qual ponto importante deveria ser incluído na constituição da nova Rússia.

8. Complete a frase "Eu gostaria que o governo na Rússia no futuro fosse estruturado como na [insira o nome do país]".

Junte-se a nós! Vamos construir juntos uma sociedade civil forte e nova!

#ForumRussieLibertes2023

< >